Outro dia minha filha me contou que vai sempre ao Udon com o namorado. Ela disse que a recepcionista sempre tem um lugar para eles e mostra-se feliz quando eles chegam.

Consegue boas mesas, mesmo quando está lotado.

Tem uma mesa, que sempre que possível, eles são convidados a se assentar. E num outro dia, o garçom trouxe um prato de cortesia, porque os atendentes sabiam que os dois gostavam.

Eu perguntei: Tem gorjeta?

“Não nunca demos nada além dos 10%”, responderam.

A garotada não gosta muito destas gorjetas a mais para conseguir lugar ou algum benefício…

Pois é, todos nós gostamos de conhecer lugares novos e inusitados, com comidas maravilhosas…

Mas, a gente sente falta daquele lugar em que temos a chance de conhecer e conviver com as pessoas que nos alimentam e nos servem.  Adoramos ser bem acolhidos em locais que admiramos e sermos capazes de retornar aos pratos favoritos, sem culpa e data marcada: ser um cliente assíduo em um determinado restaurante.

Clientes regulares parecem sempre despreocupados se a refeição na frente deles é ou não é repleta de estrelas.

Eles ganham a melhor mesa da casa, ou pelo menos o que eles consideram a melhor comida do lugar. Se eles desejam algo que não está no cardápio, o chef satisfaz os seus desejos. Como que por magia, os carros destas abençoadas criaturas estão sempre esperando em frente ao restaurante, depois de todos lá dentro se despedirem deles.

É um prazer, que todos gostam de ter.

Nada mais acolhedor.

Parabéns à recepcionista do Udon, minha filha e o namorado adoram a comida, o lugar e principalmente a acolhida.

E recomendam o prato preferido que é o Ebi-don.

Uma equipe como a do Udon faz a diferença.

Rua Gonçalves Dias, 1965  Belo Horizonte – MG,30140-092

31 3243-8005