por Maria Eugênia Couri

Você conhece o Fiorino, Artigiano e Pomodorino no Rio de Janeiro, pois bem, Anna é o mais novo deles, com o nome da matriarca da família. Este restaurante fica em Ipanema e presta uma homenagem a Anna, que hoje está com 85 anos. Anna é o exemplo de mulheres inteligentes que reúnem a família em torno da boa mesa.

Este novo empreendimento pretende manter a sofisitcação dos outros, e já vem com a missão de ser o mais bacana deles.

Foi construído num terreno da família no Jardim de Alah, ao lado do Artigiano. A família adquiriu peças para decorá-lo com primor. O resultado é um salão bonito, com paredes de tijolinho e áreas envidraçadas. Quando a gente chega ao local não pensa que é tão grande, vai do Jardim de Alah à Rua Paul Redfern.

Possui uma adega subterrânea com cerca de 2000 garrafas e tem mesas para que os clientes possam comer ao lado de seus vinhos prediletos. Exibindo antiguidades como lustres de dois séculos, com 200 quilos de bronze, e apliques italianos, o ambiente foi projetado por Rogério Cruz, decorado por Cynthia Pedrosa e iluminado por Maneco Quinderé.Os pães são excelentes, feitos numa cozinha artesanal. Experimente o bavettine ao nero di sepia con ganberi e scampi.

Gostei muitos dos pães do couvert. Como nas demais casas da família, os pães, massas e biscoitos são feitos no local.

As sobremesas também são um ponto alto, como o semifreddo de torrone com amêndoas e frutas cristalizadas com calda de damasco ou a torta de nozes ao café.

Os vinhos apresentam preços convidativos. O restaurante tem um grande inconveniente: não aceita cartões de crédito nem débito, mas os preços são justos, mais ou menos R$ 120 por cabeça.

Anna
Avenida Epitácio Pessoa, 214  Rio de Janeiro – RJ, 22410-090
21 3529-2142