Estivemos em Giverny com Roberta, nossa filha, para visitarmos os Jardins de Monet. O dia ficará em nossa memória para sempre, porque foi daqueles dias perfeitos, desde o amanhecer até a noite.  Ah, a noite culminou no Restaurante Le Pré- Catelan, que será assunto de outro post.

Fomos pela estrada visualizando os campos floridos de canola, uma coisa incrívelIMG_4106

Em Giverny está a Fundação Monet, onde fica a casa onde o artista morou que atualmente é um museu dedicado a ele, e também ver os maravilhosos jardins que serviam de inspiração para seus quadros, como a ponte japonesa e as Ninféias (que estão no Musée L’ Orangerie em Paris).

IMG_4113IMG_4117IMG_4123IMG_4157

Ao sairmos dessa visita linda, fomos almoçar nos Le Jardin de Plumes.

É um hotel/restaurante, pertinho da casa de Monet. O chef Éric Guérin tem inspirações naturalistas e este endereço em Giverny, propõe sensações visuais e gustativas. Além disso, a casa de 1912, entre a arte Déco e vintage, é charmosa.

diaporama-restaurant2

O restaurante é claro e agradável, com uma vista do jardim ensolarado.

fond-droit-carte2

Cardápio charmoso

diaporama-restaurant3

O amuse-bouche de tomate confitado, perfeito!

diaporama-restaurant4

A manteiga é feita lá, comemos tudo, tudo!Unknown

images-2 images-1 images

Delícias, que ficaram na nossa memória gustativa!

E para finalizar, marmeladas feitas na região.

IMG_4166

Um dia agradável, leve, comme il faut!

1 Rue du Milieu
27620 Giverny

Informações práticas

O local fica aberto à visitação de 29 de março a 1 de novembro, durante os meses em que o jardim está mais florido e belo. E funciona todos os dias das 9:30h as 18h (última entrada as 17:30h).
70, rue Claude Monet – 27620 Giverny

Tarifas:
Adulto: 9,50 euros
Crianças menores de 12 anos e estudantes: 5 euros
Crianças menores de 7 anos entram de graça.

Como chegar?

De Paris você pode pegar um trem para Vernon (o itinerário é Paris-Rouen) da Gare Saint Lazare. De Vernon para Giverny há algumas opções como: pegar um ônibus, ir a pé (para os mais corajosos, pois da uns bons 7 km), de taxi (mais ou menos 20 euros) ou ir de bike (pra nós a opção mais agradável e com um toque de aventura).

Ônibus- chama-se “La Navette Giverny” e sai da própria estação de Vernon de 20 em 20 minutos (custa 6,50 euros ida e volta e 3,25 somente ida).
Bike- saindo da estação (ela é pequena, não tem como se perder) você verá um bar/ local de locação de bicicletas. Você deixa um documento e paga uma taxa (mais ou menos 15 euros) e aluga uma bike pro dia todo. Eles também dão um mapa para Giverny, correntes e uma cesta para guardar suas coisas.

O caminho é bem agradável e apenas o trecho para sair de Vernon fica no meio dos carros e ônibus, o restante é exclusivo para pedestres e bicicleta.