Sempre dou uma olhada no Jornal Estado de São Paulo e às quintas feiras há um Caderno Especial chamado PALADAR. Às vezes vem algum artigo bom.

Apreciei a matéria e gostaria de compartilhá-lo com vocês.

Ohba

| De origem japonesa, é verde com partes arroxeadas. Tem um sabor intenso de wasabi, que não persiste por muito tempo. Ideal para acompanhar carnes, peixes e pratos da cozinha japonesa.

Almeirão

| Delicado e com sabor mais suave que o do almeirão adulto, fica ótimo na finalização de saladas. Também dá um toque especial às carnes, aves e peixes.

Manjericão sagrado

| Tem o mesmo aspecto e sabor do vegetal adulto, podendo substituí-lo em inúmeros preparos, como na salada caprese, em massas, com peixes e frutos do mar.

Rabanete

| Verde-escuro e com talo avermelhado, é picante e levemente amargo. Use em saladas, sopas, vinagretes, com legumes salteados e também com carnes e peixes.

Coentro

| Se não gosta de coentro, nem arrisque. Ele é pequeno, mas de sabor intenso. Ótimo em pratos brasileiros, como a moqueca, e com peixes, especialmente crus, como em sashimi e ceviche.

Ora-pro-nóbis

| Neste estágio, as folhas se formam como miniflores. São suaves e crocantes. Um bom tempero para saladas, quiches e peixes. Mas não deixe de provar com frango.

Mostarda

| Com folhas escuras e de sabor picante, lembra ligeiramente raiz-forte. Bom para temperar saladas e sopas. Experimente também com carne de porco ou use para contrastar com outro sabor.

Cenoura

|Fininho e com gosto de… cenoura, mas um pouco mais suave. Pode ser salpicado sobre saladas, legumes cozidos, molhos e sanduíches, ou entrar no acabamento de pratos quentes, como carne assada.

Couve

| Tem duas folhinhas com formato de coração e talo arroxeado. Como a própria couve, acompanha porco, peixes e (por que não?) até feijoada.

Ervilha

| É um pouco maior que os demais, porém com sabor suave. Combina praticamente com tudo. Espalhe alguns brotinhos sobre saladas, sopas, quiches, carnes, aves, peixes e frutos do mar.

Repolho roxo

| A cor do caule confirma que é um filhote de repolho roxo, em versão mais delicada. Prove com saladas agridoces, com castanhas, maçã e passas, ou com carne de aves, como a de pato.

Espinafre

| Verde-escuro, com brilho nas folhas e textura crocante, combina especialmente com carnes brancas, de aves e peixes. Use também em saladas ou para finalizar panquecas, massas e tortas.

Beterraba

| É um dos preferidos dos chefs, por sua cor, beleza e versatilidade. Vai bem tanto em pratos frios, como saladas e peixes crus, como sobre aves, cremes e risotos.

Mizuna

| Conhecido como couve japonesa, tem folhas serrilhadas e um sabor forte e fresco, que lembra wasabi. É indicado para pratos da cozinha japonesa, em especial peixes e frutos do mar.

Alho-poró

| É bem fininho e com uma bolinha preta na ponta. Lembra uma miniciboulette. Com sabor intenso de alho ou alho-poró mesmo, deve ser usado com cuidado. Vai bem com carnes.

Agrião

| O tamanho engana. Ele é picante e intenso. Harmoniza bem com carne de porco, além de saladas e peixes.

Hortelã

| Refrescante, vai bem até em sobremesas. Use em pratos árabes, com cordeiro, carne de porco; também em saladas, sopas e vitaminas.

Rúcula

| O sabor acentuado permite bons contrastes. Prove com legumes cozidos, vitela, peixes, aves, risotos, massas e até no sanduíche.